Feira de Santana Tempo
FEIRA DE SANTANA Tempo

28 de julho, Dia do Agricultor: dedicação e fé

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O dia 28 de julho celebra, oficialmente, o Dia do Agricultor. A data faz referência à criação do Ministério da Agricultura em 1960, no mandato de Juscelino Kubitschek. A data é uma homenagem a todos que trabalham com o campo, considerada a mais antiga profissão do mundo, atividade primária na economia. Mesmo na pandemia de Covid-19 os agricultores não pararam e seguem na missão de alimentar, preservar e, acima de tudo, dedicar amor à atividade todos os dias. Agricultura é resultado e paixão. Aquela sensação inexplicável de conexão com a terra e respeito ao que ela oferece.

A Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Feira de Santana (STR), Conceição Borges, disse que a zona rural de Feira, do ponto de vista das chuvas e da organização da produção traz uma grande expectativa para o homem do campo principalmente por causa da pandemia da covid-19. Nós estamos com uma alimentação boa, ecológica e orgânica. No tocante a políticas públicas, pouca coisa mudou! Todos sabem que a prefeitura não distribuiu as sementes este ano já que as mesmas não germinaram, em troca, recebemos mudas de caju anão que vão dar frutos com um ano e meio e a cada seis meses.  Outra situação de dificuldade é o escoamento dos produtos já que não estamos comercializando nas feira livres em função da pandemia e isso traz um impacto negativo na venda dos nossos produtos. Por exemplo, nós estamos nos organizando para a “feira da agricultura familiar”, como aquela que fizemos no período junino e foi uma iniciativa muito bem sucedida. A partir de agora vamos fazer também propostas aos governantes do estado e município para uma permanente negociação dos produtos da agricultura familiar com sua identificação e certificação e vamos abrir discussões sobre linhas de crédito para nossos lavradores com valores definidos, ilustrou.

Segundo Conceição Borges, a câmara de vereadores também vai ser mobilizada para aprovar orçamentos maiores que os acatados para a secretaria de agricultura nos últimos anos já que hoje ela tem a menor dotação de todas as secretarias.  Assim sendo, o produtor precisa pensar além da porteira. A qualidade na produção é fundamental, mas entender o perfil do público e criar estratégias de vendas, também, é extremamente necessário e são essas práticas que ao serem adotadas vão impactar positivamente no cotidiano do homem do campo.

Texto:Gilvan Franklin