Feira de Santana Tempo
FEIRA DE SANTANA Tempo

Qualidade do rádio em Feira de Santana é destaque em sessão no Dia do Radialista

Qualidade do rádio em Feira de Santana é destaque em sessão no Dia do Radialista

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Em alguns momentos da história do rádio surgiram hipóteses de eventual desaparecimento desse meio de comunicação. Foi assim com o surgimento da televisão e, mais recentemente, a massificação das redes sociais. Mas o poder do veículo continua inabalável e em Feira de Santana o principal motivo dessa resistência é a qualidade, como foi ressaltado na noite desta segunda-feira (8), na Câmara Municipal. Uma Sessão Solene marcou a passagem do Dia do Radialista, com homenagens a profissionais que têm se destacado na área.  Foi exatamente a força do rádio o tema da palestra de Jorge Bianchi, radialista graduado em Administração e pós-graduado em Marketing Estratégico. Citando dados da pesquisa Kantar Ibope, em nível nacional, realizada em setembro deste ano, ele disse que 88,1% dos domicílios têm rádio e 80% da população ouvem rádio todos os dias. A média de audiência é de 4 horas e 26 minutos por dia por pessoa. De acordo com o palestrante, as regiões Sul e Nordeste são as que mais escutam rádio, com 85% e 81%, respectivamente.Jorge Bianchi lembrou que a categoria tem duas datas comemorativas, 21 de setembro, instituída pelo então presidente Getúlio Vargas para marcar o momento que foi fixado o piso salarial, e 7 de novembro, criado pelo ex-presidente Lula, em homenagem a Ari Barroso. “O nosso rádio não deve nada a qualquer outro lugar do país e todos saímos ganhando com isso”, atestou o radialista.

que tem 28 anos de atuação na área. Bianchi informou ainda que ao contrário do que muitos acreditam, a maior parte dos investimentos no rádio, 65%, vem da iniciativa privada e não do setor público. A iniciativa de celebrar o Dia do Radialista foi do vereador Lulinha (DEM), que destacou a importância do rádio, “que em Feira tem as marcas do dinamismo e da qualidade”, como afirmou. Ele falou sobre a história do meio de comunicação, que teve como percussor Pedro Matos. “O radialista fala a língua dos seus ouvintes e presta valoroso serviço à sociedade”, frisou Lulinha destacando a atuação das mulheres no setor e citando grandes nomes a exemplo de Aguinaldo Santos, Dorival Oliveira, Giberval Lima, Virgílio Porto, Chico Caipira (ex-vereador), Edval Souza, Aparecida Machado, Joel Magno e Erivaldo Cerqueira. 

A categoria foi saudada pelo presidente do Sindicato dos Radialistas, Valter Vieira, que falou sobre a participação do rádio para o fortalecimento da democracia. A referência do rádio feirense foi ressaltada também pelo vice-prefeito Fernando de Fabinho, que também já atuou na área e enfatizou que o segmento gera emprego e renda e divulga a nossa cidade, e os vereadores e radialistas Paulão (PSC) e Petrônio Lima (Republicanos), mais o vice-presidente da Casa Legislativa, Silvio Dias  (PT), que compôs a mesa ao lado do vice-prefeito Fernando de Fabinho, representando o prefeito Colbert Martins, vereadora Eremita Mota, radialistas Jorge Bianchi e Valter Vieira, secretários municipais de Saúde, Marcelo Brito, e de Agricultura, Pablo Roberto e deputado estadual e radialista Carlos Geilson. Presente ainda a vereadora licenciada e secretária de Políticas para as Mulheres, Gerusa Sampaio. 

Homenageados  Os radialistas homenageados na sessão foram indicados pelos 21 vereadores: Dilson Barbosa (Fernando Torres), Framário Mendes (Edvaldo Lima), Cloves Pedreira (Emerson Minho), Beto Maia (Eremita Mota), Edson Silva (Fabiano da Van), Andresson Lima (Galeguinho), Danilo Freitas (Correia Zezito), Rafael Marques (Zé Curuca), Joilson dos Santos (Paulão), Osvaldo Cruz (Paulão), Paulo José (Jurandy Carvalho), Fátima Brandão (Lu de Ronny), Dilton Coutinho (Lulinha), Juarez Fernandes (Lulinha), Gilvan Franklin (Lulinha), Marcos Valentim (Luiz da Feira) Emanueli Pilger (Pedro Américo), Ed Santos (Pedro Cícero), Fabiano Cerqueira Moreira (Ron do Povo), Luiz Santos (Silvio Dias), Elias Lúcio (Pastor Valdemir) e  Jorge Teles (Petrônio Lima).

Fonte:www.feiradesantana.ba.leg.br