Prefeitura esclarece que não há ilegalidade em gratificação de servidora

Prefeitura esclarece que não há ilegalidade em gratificação de servidora

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

São valores que já foram incorporadosA Prefeitura de Feira, por meio da Secretaria Municipal de Administração (Seadm), afirma que não há ilegalidade em gratificações da servidora Claudia Oliveira Vilas Boas – integrante do quadro efetivo do Município. 
O órgão municipal esclarece que neste ano ela recebeu o valor bruto [R$ 71.380,96] dos meses de janeiro a maio, sendo que em janeiro foi pago em gratificação R$ 21.059,84 devido licença prêmio convertida em abono pecuniário. 


Diferente à acusação, a servidora recebeu neste ano o total de R$ 71.380,96 e não R$ 136.930,21 como foi anunciado pelo site “O Protagonista”. Em 2020, o rendimento anual da servidora foi de R$ 131.321,05. Sendo a média mensal, incluindo o décimo terceiro salário, o valor de R$ 10.943,42. 


Vale ressaltar que Claudia Vilas Boas possui gratificações inerentes ao cargo, que já foram incorporados, independentemente de está exercendo ou não o cargo em comissão. Atualmente está na função de diretora do Departamento Gestão de Pessoas da Seadm.

Fonte:www.feiradesantana.ba.gov.br