Prefeitura de Feira decreta situação de emergência após fortes chuvas

Prefeitura de Feira decreta situação de emergência após fortes chuvas

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Até o momento foram registradas ocorrências de alagamentos, mas sem vítimas e nenhuma pessoa se encontra desabrigadaA Prefeitura de Feira de Santana decretou hoje (25) situação de emergência no município, especialmente nas áreas afetadas pelas fortes chuvas, que têm caído desde o dia 23. Ainda foi criado um Comitê de Crise, para dar agilidade nas possíveis demandas ocasionadas por esta situação. A informação consta em edição extra do Diário Oficial Eletrônico.

O prefeito Colbert Martins Filho informou que a medida é uma prevenção. “O objetivo é evitar que a população tenha prejuízo e minimizar o impacto da chuva na cidade”, disse. Ainda de acordo com o prefeito, serão feitas reuniões diariamente com todos os órgãos envolvidos para dar “resposta rápida aos desastres, desencadeando ações“, destacou. Entre a noite de sexta-feira (24) e hoje (25), houve o registro de ocorrências como alagamentos. Mas, de acordo com a Defesa Civil, não há vítimas e nenhuma pessoa se encontra desabrigada até o momento. Segundo a coordenadora do órgão, Ana Karolina Rebouças, já choveu cerca de 40 a 50 milímetros no município – acima de 25 é necessário ficar em alerta.

“Estamos de plantão enquanto durar a chuva. A população pode acionar pelo número 156 ou aplicativo Fala Feira 156”, orientou a coordenadora. Independente do registro de ocorrências, prepostos estarão monitorando os bairros e zona rural, principalmente as regiões que registram problemas com frequência. Técnicos da Superintendência de Operações e Manutenções (SOMA) fizeram vistorias na zona rural do município e identificaram que em alguns pontos a mobilidade foi comprometida, principalmente nos distritos de Bonfim de Feira e Jaguara.

“Nas barragens de Jaguara e Mendonça há um volume de água superior à condição normal, restringindo muito a mobilidade dessas comunidades e limitando as condições de acesso. Com a permanência da chuva, a gente não tem conseguido fazer o serviço de cascalhamento e patrolamento, mas logo que o tempo permita, vamos começar a trabalhar nessas áreas”, afirma João Vianey, superintendente de Operações e Manutenção. A Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedeso) vai realizar a distribuição de cestas básicas para as famílias afetadas pela chuva, direcionadas pela Defesa Civil, e já possui abrigos à disposição. Em casos de alagamentos e outros desastres, a população pode solicitar ajuda através dos números 193 (Corpo de Bombeiros), 156 (Defesa Civil) e 192 do Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (SAMU).

Fonte:www.feiradesantana.ba.gov.br

Foto: Renata Maia