Para incentivar redução de mortes violentas, governo pagará R$ 13,7 milhões a 12 mil policiais e peritos na Bahia

Para incentivar redução de mortes violentas, governo pagará R$ 13,7 milhões a 12 mil policiais e peritos na Bahia

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Pagamentos variam de R$ 371 e R$ 1,8 mil, para policiais militares, civis e peritos. Segundo a SSP-BA, no último semestre de 2021, a redução de 3%.

O governo da Bahia pagará cerca de R$ 13,7 milhões a 12 mil policiais militares, civis e peritos que ajudaram a reduzir o registro de mortes violentas no segundo semestre de 2021. A medida foi tomada para incentivar a redução dos casos no estado.

Chamado de Prêmio por Desempenho Policial (PDP), os servidores receberão pagamentos que variam entre R$ 371 e R$ 1,8 mil. Segundo a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), no último semestre do ano passado, a redução foi de 3%.

Só no último trimestre de 2021, a queda nas mortes violentas foi de 16,9%. Os casos que mais diminuíram, segundo a SSP, foram as situações homicídio, latrocínio (roubo seguido de morte) e lesão dolosa (agressão) seguida de morte.

A SSP-BA não informou como os registros de redução são avaliados, nem os critérios para o recebimento dos valores.

Monitor da violência

Em 2021, a Bahia foi o estado que registrou a maior quantidade de mortes violentas do país, segundo divulgados pelo índice nacional de homicídios criado pelo g1 – o Monitor da Violência. Foram contabilizados com base nos números oficiais dos 26 estados brasileiros e do Distrito Federal.

Em números absolutos, foram 5.099 mortes violentas, entre homicídios dolosos (4.931), latrocínios (122 ) e lesões corporais seguidas de morte (46). O mês mais violento de 2021 foi abril, com 532 crimes, seguido do mês de março, que contabilizou 510 mortes violentas.

Fonte:g1.globo.com/ba