Mães aprendem a estimular crianças com Síndrome de Down no Hospital da Mulher

Mães aprendem a estimular crianças com Síndrome de Down no Hospital da Mulher

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Unidade hospitalar realizou o 1° Síndrome do AmorA dona de casa Telma Lícia Alves levou a filha Ester, que possui Síndrome de Down, para participar de uma oficina com fisioterapeutas no Hospital da Mulher, na manhã de hoje, 16.

Ela considera que essa assistência vai contribuir para melhorar o relacionamento entre mãe e filha. “Eu fico grata em ver o avanço de Ester. Aos 5 anos, ela vem melhorando o seu desenvolvimento a cada dia.

A Síndrome de Down é uma grande prova de superação e amor”, disse. Na manhã de hoje, a unidade hospitalar realizou o 1ª Oficina do Amor, no ambulatório, com o propósito de discutir os desafios da Síndrome de Down na maternidade atra de rodas de conversas, oficinas sensoriais e de desenvolvimento infantil. 

De acordo com a especialista em Fisioterapia Pediátrica e Neonatal, Lília Oliveira, as crianças com Down, se não tiver um acompanhamento especializado, poderão ter prejuízos no desempenho em atividades funcionais.  

“O nosso grande objetivo é orientar para que os pais possam dar continuidade a essa estimulação no ambiente domiciliar e reforçar sobre a importância do estímulo cognitivo como um todo, porque é importante para o desenvolvimento a estimulação psicomotora e sensorial dos nossos pequenos com a Síndrome de Down”, salienta.  

A diretora presidente da Fundação Hospitalar, Gilberte Lucas, afirmou que os bebês que nascem com Síndrome de Down, no Hospital da Mulher, recebem a assistência adequada. “As crianças com alteração neurológica – sensorial, cognitiva e motora – recebem todo o acompanhamento ambulatorial necessário”, afirma. 

Fonte:www.feiradesantana.ba.gov.br

Foto: Fátima Brandão