Feirense que vende água mineral em semáfaro é aprovado em concurso da PM

Feirense que vende água mineral em semáfaro é aprovado em concurso da PM

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Daniel deixou um recado para as pessoas que têm um sonho, mas acham que alcançá-lo é impossível.

“O sentimento é de dever cumprido, são cinco anos tentando”, descreveu Daniel Santos, um morador de Feira de Santana, de 27 anos, que há sete vende água mineral em sinaleiras da cidade, que há cinco anos é concurseiro e que há onze meses, perdeu a mãe para o lúpus e que há menos de uma semana, foi aprovado no Teste de Aptidão Física, da Polícia Militar da Bahia, o famoso TAF.

comércio de água mineral nas ruas de Feira, que ele enxergou uma oportunidade para garantir uma renda mínima e custear os seus estudos para concurso. Atualmente, Daniel vende água mineral em um semáforo na avenida Artêmia Pires, no bairro Sim, próximo à Cerqueira Gonçalves.

“Através da água mineral, eu consegui pagar viagens para fazer os concursos, pude pagar os materiais de estudo. Mesmo não sendo uma renda tão elevada, pude me organizar”, contou.

O primeiro concurso que o feirense realizou foi no ano de 2016. Ao todo, foram 27 certames que ele participou. Em sete deles, a aprovação ficou bem próxima. Por duas vezes, Daniel foi aprovado em concursos da Polícia Militar em São Paulo, mas por determinados fatores, a nomeação não veio.

“Pensei em desistir, mas não sei de onde veio uma força em mim. Aprendi que no momento certo as coisas vão acontecer”, explicou, para Daniel, o momento certo foi no ano de 2019, quando ele foi aprovado no concurso da PMBA. Todas as etapas para a nomeação já foram superadas, a única coisa que ainda resta é o curso de formação.

Daniel deixou um recado para as pessoas que têm um sonho, mas acham que alcançá-lo é impossível.

“Pode até parecer clichê, mas é que elas nunca desistam. O vencedor é aquele pega as circunstâncias da vida e transforma aquilo em combustível pra vencer. Nunca vai ser fácil, mas também nunca será impossível”, finalizou o futuro policial militar da Bahia. 

Fonte:www.feira24horas.com