Feira de Santana Tempo
FEIRA DE SANTANA Tempo

Estudante é preso suspeito de exercer medicina ilegalmente em Feira

Estudante é preso suspeito de exercer medicina ilegalmente em Feira

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A comissão de Saúde da Câmara Municipal de Feira de Santana recebeu uma denúncia anônima a respeito da atuação de um ‘falso médico’ na unidade HTO SUS do município.

O presidente da comissão, Emerson Minho, repassou a denúncia para as autoridades policiais da cidade que deflagraram uma ação nesta sexta-feira (22), durante a operação um estudante de medicina foi autuado em flagrante e encaminhado para o Complexo de Delegacias, no bairro Sobradinho, para prestar esclarecimentos sobre o caso.

“Foi uma denúncia anônima que chegou à comissão de saúde e apesar de ter o poder de investigar decidimos passar para as autoridades policiais, que começaram as investigações e no dia de hoje eles deflagraram essa operação para verificar de fato se existia esse atendimento de um falso médico no Hospital HTO SUS e a operação acabou trazendo o suspeito e algumas pessoas que foram atendidas por ele aqui pra delegacia. Eu gostaria que essa denúncia anônima não fosse verdade porque não dá pra acreditar em uma situação dessas em Feira de Santana, segunda maior cidade do estado da Bahia.” Contou.

Segundo informações obtidas pelo vereador o suspeito estava atendendo com o CRM de outro profissional.

Um dos pacientes que foi atendido pelo falso médico não quis se identificar, mas contou que foi surpreendido na saída do hospital quando foi chamado para ir até a delegacia.

“Eu fui por causa de uma dor na perna que eu tinha caído e essa dor foi aumentando, daí eu fui lá, marquei, fiz a ficha e ele atendeu. Eu cheguei cedo pra sair cedo e ir trabalhar, fui surpreendido na saída quando o policial me chamou, mas foi tranquilo a gente veio falou e já está sendo liberado.” Explicou.

O delegado Alisson Carvalho, titular da 2ª Delegacia Territorial de Feira de Santana, detalhou em entrevista ao portal De Olho na Cidade como se deu a prisão desse suspeito.

“Na verdade, tudo começou com a denúncia do vereador Emerson Minho, que é presidente da Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores aqui do município de Feira de Santana, com essa informação, hoje por volta de 6:30 da manhã nós fomos até o hospital HTO e ficamos aguardando e observando a movimentação, no momento em que um dos pacientes saiu daquele hospital nós o abordamos e perguntamos a ele quem teria sido o médico que fez a consulta com ele e foi informado que teria sido um rapaz jovem, nós mostramos a fotografia do denunciado, ele confirmou que tinha sido aquela pessoa e posteriormente ele nos mostrou um receituário que estava assinado pelo Dr. Fernando, imediatamente nós adentramos ao hospital, sem nenhuma resistência nos foi mostrado o consultório onde esse rapaz estava atendendo os pacientes e lá foi dado voz de prisão a ele, que já estava iniciando o atendimento de mais uma paciente. Ainda dentro do hospital nós verificamos que mais quatro pessoas já haviam sido atendidas por ele, mas nós fizemos a condução somente dos quatro primeiros, ficando outras pessoas para serem ouvidas em momento posterior.” Explicou.

Ainda segundo o delegado, em um primeiro momento o suspeito está sendo enquadrado pelo crime de exercício ilegal da medicina, com pena de seis meses a dois anos de detenção e pelo crime de falsidade ideológica de documento público, pelo fato de ter assinado os receituários, bem como pedidos de exames, com pena de um a cinco anos de prisão.

O delegado explicou que o Hospital também pode ser responsabilizado, porém as investigações ainda serão aprofundadas.

“É possível que haja essa responsabilização ao Hospital, nós iremos aprofundar mais as investigações pra tentar chegar até o ponto dessa possibilidade da responsabilização da pessoa jurídica e além de tudo estamos também verificando a situação da pessoa que forneceu o carimbo para aquela pessoa, uma vez que foi identificado que houve vários receituários já carimbados ao lado dessa pessoa que está sendo autuada em flagrante e ele apenas estava fazendo o pedido de exames e receitando medicações, fazendo assinatura em cima dos carimbos.” Contou.

*Com informações do repórter Danillo Freitas

Fonte:m.deolhonacidade.net