Centenas de trabalhadores rurais do MST fazem marcha de 100 km para pedir reforma agrária e fim da violência no campo, na Bahia

Centenas de trabalhadores rurais do MST fazem marcha de 100 km para pedir reforma agrária e fim da violência no campo, na Bahia

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Caminhada foi iniciada na manhã desta segunda-feira (11) e deverá durar oito dias. Trabalhadores saíram da cidade de Feira de Santana, em direção a Salvador.

Cerca de 800 pessoas que fazem parte do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) iniciaram, na manhã desta segunda-feira (11), uma marcha de 100 km para reivindicar a reforma agrária e fim da violência no campo. A caminhada deverá durar oito dias.

Os trabalhadores, que são de várias cidades baianas, começaram a marcha em Feira de Santana e deverão chegar em Salvador na próxima segunda-feira (18). O grupo estava acampado na Vila Olímpica dos Amadores, na Avenida de Contorno, de onde partiu em direção à capital.

Também nesta manhã, eles fizeram um ato em frente à Prefeitura de Feira de Santana, para chamar atenção da gestão para a violência em áreas de assentamento, antes de continuar a caminhada para a capital. O grupo é formado por mulheres, homens, pessoas idosas, jovens e crianças.

A ação faz parte o Abril Vermelho, mês marcado pela intensificação das lutas do MST em memória aos camponeses mortos há quase 26 anos, no massacre de Eldorado de Carajás, no Pará.

Fonte:g1.globo.com/ ba

Foto: Reprodução/TV Subaé