Caminhoneiros realizam manifestações e bloqueiam rodovias federais da Bahia

Caminhoneiros realizam manifestações e bloqueiam rodovias federais da Bahia

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Foram registrados, nesta quinta-feira (9), bloqueios em pontos de algumas rodovias federais que cortam a Bahia, as BRs: 242, 116, 101 030 e 349.

Caminhoneiros fizeram, nesta quinta-feira (9), bloqueios em algumas rodovias federais que cortam a Bahia. As restrições aconteceram em pontos das BRs 242, 116, 101 030 e 349. Algumas vias foram liberadas a partir das 10h30, pelas polícias Militar e Rodoviária Federal.

Segundo a categoria, os protestos são em apoio aos atos que realizados na terça-feira (7), em todo o país, a favor do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

As manifestações defenderam pautas antidemocráticas e contra a Constituição Federal, como a destituição de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Na quarta-feira (8), os caminhoneiros bloquearam apenas pontos das BRs 242, 020 e 116, na Bahia.

O bloqueio da BR-242 foi feito na região da cidade de Luís Eduardo Magalhães, oeste baiano, e começou ainda na terça-feira (7). Os caminhoneiros só passaram a permitir a passagem de veículos com cargas perecíveis, remédios, ambulâncias, carros e ônibus por volta do meio dia.

Eles seguem no local e estão concentrados na entrada da cidade. A via foi liberada para os veículos após negociação com a PRF e a PM.

Todos os caminhões que transportam combustíveis estão sendo retidos pelos caminhoneiros. Por causa disso, o abastecimento está comprometido na cidade, por causa do protesto. No entanto, não há risco de desabastecimento no estado.

Ainda quarta-feira (8), também houve protesto em trecho de Barreiras da BR-242, na mesma região. No entanto, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que não houve bloqueios no local nesta quinta.

A mobilização na BR-116 foi na região de Feira de Santana, cidade que fica a cerca de 100 quilômetros de Salvador. Nesta rodovia, os caminhoneiros se instalaram em dois pontos, na saída do município: os KMs 417 e 421. O bloqueio foi encerrado por volta das 10h30.

Um dos pontos começou a ser interditado ainda na noite de quarta, no trecho norte da rodovia, próximo ao KM 418 e migrou para o 417. Os manifestantes espalharam pneus na pista e queimaram materiais.

Segundo a PRF, apenas carros pequenos e caminhões com alimentos perecíveis e oxigênio foram liberados para passar, no momento do bloqueio da via.

O outro bloqueio, no Km 421, começou na manhã desta quinta e foi feito em trecho urbano da BR-116, na área da da passarela do bairro Cidade Nova. A via também já está liberada e a PRF segue no loca.

Já na BR-101, houve fechamentos em quatro pontos diferentes, nas cidades de Nova Viçosa, Itabuna, Itamaraju e Eunápolis, todas no sul baiano.

Em Eunápolis, o ponto de bloqueio foi liberado pela PRF e PM por volta das 11h30. Antes de ser liberada, a via foi parcialmente bloqueada. Por lá, caminhões passaram normalmente, independentemente da carga que transportavam.

Em Itamaraju, o protesto segue bloqueando a rodovia na altura do KM 806. Os caminhoneiros colocaram pneus nos dois lados da via em posição de zig zag, para impedir a passagem de veículos grandes.

A pista foi liberada apenas para carros pequenos, viaturas, ambulâncias e motocicletas. Com a chegada da PRF, caminhões com cargas perecíveis, remédios e oxigênio foram liberados do local. Não há previsão de quando a pista ficará livre.

Fonte:g1.globo.com / ba

Foto: Reprodução/TV Bahia