Bolsonaro é internado com obstrução intestinal, sem previsão de alta; Planalto diz que ele passa bem

Bolsonaro é internado com obstrução intestinal, sem previsão de alta; Planalto diz que ele passa bem

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Presidente sentiu dores abdominais durante férias em Santa Catarina e foi hospitalizado em São Paulo. Bolsonaro postou uma foto no hospital e disse que fará novos exames em breve.

Em uma nota divulgada no início da manhã desta segunda-feira (3), a Secretaria Especial de Comunicação da Presidência (Secom) informou que o presidente Jair Bolsonaro passa bem após ter sido internado com obstrução abdominal.

Bolsonaro sentiu dores abdominais durante as férias em Santa Catarina e, na madrugada, foi hospitalizado em São Paulo.

“A Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom) informa que o Presidente da República, Jair Bolsonaro, após sentir um desconforto abdominal, deu entrada no Hospital Nova Star, em São Paulo, na madrugada desta segunda-feira (3), para a realização de exames. A Secom informa, ainda, que o Presidente passa bem e que mais detalhes serão divulgados posteriormente, após atualização do boletim médico”, informou a Secom.

O presidente postou em suas redes sociais uma foto no hospital. O presidente disse que começou a passar mal após o almoço do domingo (2) e que em breve fará novos exames.

O hospital Vila Nova Star disse em boletim médico que não há previsão de alta e que Bolsonaro está estável e em tratamento. Informou também que o médico que cuida do presidente, Antônio Luiz Macedo, que está voltando das Bahamas, vai assumir o caso. “O Hospital Vila Nova Star informa que o Senhor Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, deu entrada na unidade na madrugada desta segunda-feira, devido a um quadro de suboclusão intestinal. Ele está estável, em tratamento e será reavaliado ao longo desta manhã pela equipe do Dr. Antônio Luiz de Vasconcellos Macedo. No momento, sem previsão de alta”, informou a instituição.

Fonte:g1.globo.com

Foto: social Reprodução/rede