Feira de Santana Tempo
FEIRA DE SANTANA Tempo

PICADA DE ABELHA EM CACHORRO – O QUE FAZER?

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

REAÇÃO NORMAL E ALÉRGICA À PICADA DE ABELHA EM CACHORRO

Apenas as abelhas fêmeas podem picar e, diante de uma picada, a primeira coisa a se fazer é distinguir uma reação normal de uma reação alérgica. As reações alérgicas significam um grande perigo e devem ser cuidadas o mais rápido possível por um veterinário.

Em uma reação normal, você notará uma inflamação na pele com aumento de temperatura e tom esbranquiçado. A área inflamada tem forma circular avermelhada e é sempre acompanhada por sinais de dor.

Pelo contrário, a reação alérgica à picada de abelha é perfeitamente distinguível porque não apresenta apenas sintomas locais, e sim sintomas que afetam todo o organismo. Um cachorro com reação alérgica à picada de abelha pode apresentar os seguintes sintomas: inflamação desproporcionada, sono profundo, febre e dificuldade em respirar.

Dependendo da zona onde a picada tenha ocorrido, a reação inflamatória pode chegar a obstruir as vias respiratórias e provocar asfixia. A falta de oxigênio torna as mucosas pálidas ou azuladas. Daí a importância de ir de imediato ao veterinário perante uma reação alérgica.

RETIRAR O FERRÃO

Se a reação à picada de abelha é normal, a primeira coisa a ser feita é retirar o ferrão. Quanto mais cedo o fizer, mais rápido o animal se recuperará.

O ferrão deve ser retirado rapidamente, de forma cuidadosa – essa estrutura contém uma grande parte do veneno, se a retirada não for feita rapidamente pode ajudar na liberação do mesmo e fazer com que a reação seja ainda maior.

O ferrão não deve ser retirado com uma pinça. Deve-se utilizar um cartão multibanco ou um que seja rígido. Afaste o pelo do cachorro para ter uma boa visibilidade da zona afetada e, com o cartão, arraste o ferrão até que esse se encontre completamente fora da pele.

LAVAR

Depois de retirar o ferrão, é necessário lavar a zona com água morna e sabão neutro para cachorros. Para não agravar a inflamação, não esfregue. Faça uma limpeza o mais suave possível e enxague a pele para certificar que não ficou nenhum resto de sabão.

Depois, envolva uns cubos de gelo em uma toalha e aplique na zona afetada durante aproximadamente 15 minutos. O frio tem ação vasoconstritora e diminui a inflamação e a dor.

BICARBONATO DE SÓDIO E ALOE VERA

Um remédio caseiro que acalma esse tipo de lesão é o bicarbonato de sódio. Misture uma colher de chá em um copo de água e aplique a mistura na área afetada. Faça isso depois do gelo.

Para os cuidados posteriores, uma boa opção é o gel puro de aloe vera, que conta com muitos benefícios para cuidar da pele do pet.

SEGUIMENTO

É importante adotar cuidados periódicos até que as lesões tenham desaparecido por completo. No entanto, se não observar melhorias, consulte um veterinário.

O veterinário poderá aconselhá-lo sobre a possibilidade de aplicar anti-histamínicos ou anti-inflamatórios tópicos através de pomadas ou loções. Nos casos mais graves o tratamento tópico pode ser realizado com cortisona.

Fonte:www.redeagropop.com.br / Foto Reprodução